• Bom dia, Seja Bem Vindo(a)!

O Prefeito Diêgo propõe medidas para reduzir esperas na agência do Banco do Brasil em Grão Mogol

Na tarde desta quinta-feira, 29, o Prefeito, Diêgo Antônio Braga Fagundes, recebeu em seu gabinete o gerente geral, Marcello Lopes Nonato, e o gerente de serviço, Fernando Neves, da agência do Banco do Brasil, juntamente com os Vereadores: Evanida, Marly, João de Santa e Rosalino.
A reunião foi solicitada através de um ofício dos vereadores, Nelson Aparecido e Evanida Pereira, enviado ao gabinete do Prefeito pedindo esclarecimentos sobre o comportamento do gerente em relação a população. De acordo com o documento, pessoas estão sendo dispensadas sem o devido atendimento, mesmo estando dentro do horário regulamentar, “Em várias ocasiões, as pessoas ficaram por horas em pé, no passeio, quer faça sol, quer faça chuva, e todos estão decepcionados pelo atendimento pessoal do gerente”, diz o ofício.
O Prefeito, Diêgo, atendendo ao pedido dos vereadores, convidou Marcello para prestar esclarecimentos. O gerente informou que está trabalhando com número reduzido de funcionários devido à pandemia e quase todos são do grupo de risco. Segundo ele, a FEBRABAN (Federação Brasileira dos Bancos) orienta que somente serviços essenciais serão realizados diretamente com o gerente.
“Ressaltamos que aqueles que não forem passíveis de realização nos canais de autoatendimento, devem ser atendidos presencialmente, observando o espaço físico, quantidade de funcionários, padrão de atendimento e utilização de EPIs”, FEBRABAN.
Os principais serviços essenciais são:
• Saques em espécie valores acima do limite permitido no autoatendimento, INSS sem cartão, PASEP;
• Alvará judicial, cliente sem cartão ou biometria cadastrada;
• Auxílio emergencial;
• Pagamento/recebimento de contas;
• Transferência de recursos;
• Cadastramento e desbloqueio de senhas (Inclusive Gerenciador Financeiro);
• Entrega e desbloqueio de cartão;
• Cadastramento/renovação de procuração barra curatela;
• Alívio COBAN;
• Depósito em dinheiro/cheque acima do limite do autoatendimento;
• Emissão de cartão de autógrafos;
• Entrega de cheques devolvidos;
• Liberação de limites de pagamento/saque/transferência (PF e PJ);
• Adiantamento e demais procedimentos relacionados ao FIES;
• Cadastramento de comprador/fornecedor no sistema “licitações”;
• Prova de vida INSS;
• Abertura de contas eleitorais.
Para solucionar o problema, Diêgo colocou a disposição um servidor para orientar a população em relação aos serviços essenciais e assim, evitar as esperas desnecessárias. Além disso, disponibilizou tendas e cadeiras para acomodar as pessoas que precisam dos serviços bancários.