• Boa noite, Seja Bem Vindo(a)!

Prefeito de Grão Mogol garante que nenhuma decisão será tomada sem ouvir a população

O prefeito Diêgo Antônio Braga Fagundes recebeu nesta manhã, 28, professores, diretores e representantes do SindUte que protestavam contra a municipalização das escolas.

Os manifestantes alegaram a perda dos direitos e de empregos dos funcionários que são designados, e a preocupação com a verba destinada  à Educação.

Jaci de Freitas Veloso, representante do SindUte disse que o projeto proposto pelo governo estadual prejudicará os servidores, “Nós estamos dizendo não à municipalização, acredito que não trará benefícios à cidade, acho que diminuirá  a verba, reduzirá o comércio, dependendo, acabará com a nossa carreira profissional”, disse.

Diêgo garantiu aos servidores que nenhuma decisão foi tomada em relação a municipalização da Educação do município de Grão Mogol. “Toda e qualquer decisão será após ouvir  professores,  alunos e  comunidade. Eu fui eleito para que mudanças ocorram, farei o que o povo quer. Esse momento em que estamos passando devido a pandemia é inadequado para chegar a uma decisão dessas, uma vez que temos assuntos mais urgentes para resolver”, ressaltou.

O prefeito informou ainda, que hoje tem 50 cargos excedentes na área da Educação municipal, “nós precisamos ter cautela, pensar no que é melhor para o munícipio e isso estará nas mãos de todos”, pontuou.

Questionado sobre a perda de direitos, sobretudo o plano de saúde, o chefe do executivo antecipou que todos os servidores do munícipio terão acesso a um plano de saúde.

Diêgo demonstrou empatia e respeito à manifestação dos servidores estaduais ocorrida no pátio da prefeitura, “o meu gabinete estará sempre a disposição para recebê-los, a nossa gestão é feita de diálogo com o povo, eu quero ouvi-los, preciso que sentem comigo para buscarmos juntos soluções que diz respeito à população”, destacou.

Na ocasião, o prefeito comunicou que todas as atividades presenciais nas escolas foram canceladas devido ao pedido da população e que um comitê foi criado para juntos definirem o melhor momento para que esse retorno aconteça.